Testemunho – «Como não queria que ninguém soubesse que tinha piolhos, comecei a usar camisolas com capuz e nunca o tirava.»

Testemunho – «Como não queria que ninguém soubesse que tinha piolhos, comecei a usar camisolas com capuz e nunca o tirava.»

«Quando comecei a sentir comichão na cabeça pensei que fosse por causa de algum produto para o cabelo que eu tivesse usado. As coisas foram piorando, e quando dei por mim tinha imensos piolhos e lêndeas. Fui à farmácia, comprei produto e as coisas melhoram, mas por pouco tempo. Depois tentei uma marca e outra e outra, todas as marcas que possam imaginar, nunca usava um champô que não fosse de piolhos.

Para além de não melhorar, comecei a notar que piorava muito, especialmente ao nível do couro cabeludo e do estado do meu cabelo, que é fino e passou de oleoso a muito seco. Tinha cada vez mais dificuldade em penteá-lo, e cada vez mais comichão. Como me coçava muito comecei a ficar com feridas na cabeça, em vários lugares.

Foi nessa altura que na escola me comecei a sentar sempre nas filas de trás com medo de que os colegas da turma vissem algum piolho na minha cabeça. Continuei a usar produtos, até que desisti por causa das feridas, não encontrava solução. Como não queria que ninguém soubesse que tinha piolhos, comecei a usar camisolas com capuz e nunca o tirava nos corredores. Vocês nem imaginam o esforço que eu fazia para me manter a pelo menos um metro de distância dos meus colegas, sempre, com pavor de que descobrissem na escola que eu tinha piolhos. Eu só pensava no drama que seria se eles soubessem, porque por norma já não sou muito sociável – e os piolhos piorariam tudo. Nunca contei a nenhuma amiga que tinha este problema, só à minha mãe. Tentamos cortar o cabelo, mas nenhuma cabeleireira nos aceitou.

O meu estado piorou tanto, que antes de descobrir este centro Sem Mais Piolhitos tive que tratar das feridas que, entretanto, infetaram, com medicação receitada no hospital. Nem quero acreditar que este pesadelo acabou, quase um ano depois, e que vou poder andar novamente pelos corredores da escola, sem pensar em piolhos. Parece um milagre.»

Testemunho real da Joana (nome fictício), 14 anos. Um dos nossos casos mais complicados e também um dos que mais prazer nos deu ajudar a resolver.

A infestação por piolhos é uma doença! E como qualquer doença deve ser prevenida e detetada precocemente. Se sentes comichão e suspeitas que possas ter piolhos, contacta-nos e marca um diagnóstico gratuito. Um problema tão sério pode ser resolvido em 90 minutos! Sabe como, aqui.

 

Porto 938 386 825 | Braga 930 487 512 | Maia 911 751 229 | Vila do Conde 910 171 605

#SemMaisPiolhitos #EliminarPiolhos #Piolhos #SemMaisPiolhitosPorto #EliminarPiolhosPorto #PiolhosPorto #SemMaisPiolhitosBraga #EliminarPiolhosBraga #PiolhosBraga #SemMaisPiolhitosMaia #EliminarPiolhosMaia #PiolhosMaia #SemMaisPiolhitosVilaDoConde #EliminarPiolhosVilaDoConde #PiolhosVilaDoConde